[ARTIGO] Avaliação de catalisador a base de conchas de ostras para a produção de biodiesel

07/12/2017 - 16:17

AUTORES: Clarissa Dantas Paula (GPSA/UFC,clarissadantas13@hotmail.com), Fernando José Soares Barros (GPSA/UFC, fernando_barros17@yahoo.com.br), Leandro Marques Correia (GPSA/UFC, lmcleleufc@yahoo.com.br), Expedito José de Sá Parente Júnior (GPSA/UFC, expedito@gpsa.ufc.br), Rodrigo Silveira Vieira (GPSA/UFC,rodrigogpsa@gmail.com)

RESUMO: O esgotamento das fontes de energia não renováveis, como petróleo e o carvão, tem impulsionado novas pesquisas por combustíveis derivados de fontes renováveis de energia. Dentre eles destaca-se o biodiesel, que pode ser definido como uma mistura de ésteres monoalquílicos de cadeia longa, derivados de matérias-primas como óleos vegetais e gorduras animais. O processo mais comumente usado para a produção de biodiesel é a transesterificação, que consiste na reação de um óleo vegetal ou gordura animal com um álcool na presença de um catalisador, formando glicerol e ésteres. Na reação de transesterificação pode-se fazer uso da catálise homogênea ou heterogênea. A produção de biodiesel utilizando catalisadores heterogêneos apresenta diversas vantagens, como a redução dos custos ao permitir a reutilização do catalisador, além de eliminar as etapas de lavagens presente na catálise homogênea. A otimização desses fatores é importante durante o processo de produção, a fim de maximizar o rendimento de biodiesel, minimizando os custos operacionais de produção. O processo de otimização, aliado ao planejamento experimental e metodologia de superfície de resposta é utilizado com finalidade de determinar as condições favoráveis de operação, visando uma maior conversão de ésteres de forma a favorecer uma elevada taxa em rendimento mássico dareação. O objetivo desse trabalho é a otimização do processo de produção de biodiesel metílico utilizando catalisador obtido a partir de farinha de conchas de ostra,variando a razão molar óleo:metanol e quantidade de catalisador através de planejamento de Plackett Burman e metodologia de superfície de resposta.

Trabalho Apresentado no 6° Congresso da Rede Brasileira de Tecnologia de Biodiesel e 9º Congresso Brasileiro de Plantas Oleaginosas, Óleos, Gorduras e Biodiesel.

Trabalho completo: Livro 1, p. 345

Por Congresso da Rede Brasileira de Tecnologia de Biodiesel

União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene - Ubrabio - Todos os direitos reservados

SCN Quadra 01 Bloco C - nº 85 - Sala 304, Edifício Brasília Trade Center - Brasília/DF

CEP.70711-902 - Telefone (61) 2104-4411 - E-mail: faleconosco@ubrabio.com.br

  • Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis
  • Embrapa
  • Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
  • Ministério de Minas e Energia
  • Casa Civil
Redes sociais
  • Facebook
  • Flickr
  • Linkedin
  • Twitter
  • YouTube
Moringa Digital Clique e conheça